Musculação e Osteoporose

30/11/2017

O principal remédio para prevenir e tratar a osteoporose não é comprado na farmácia: a pratica de exercícios físicos. Caracterizada pela diminuição da massa óssea do corpo, a doença aumenta o risco de fraturas e pode ser antecedida pela osteopenia, problema semelhante, mas de menor intensidade. Atividades físicas como corrida, musculação e pilates são fundamentais para qualificar a estrutura óssea novamente.

 

O osso submetido a cargas por meio de exercícios físicos ganha estímulo a sua modelação e se fortalece. Todo este processo depende do tipo de força, da intensidade e distribuição com que ela é aplicada e do número de ciclos realizados. A musculação praticada com assistência especializada permite controlar todas as variáveis do exercício de forma a maximizar a eficiência do exercício.

 

Outro fator interessante da musculação enquanto estratégia de prevenção está associado à força muscular. Mulheres após a menopausa e homens na terceira idade desenvolvem normalmente uma rápida perda de massa muscular (conhecida como sarcopenia). Relacionada à idade, a sarcopenia é um dos principais fatores que levam a distúrbios de marcha nos idosos e facilitam assim as quedas frequentes que causam as fraturas. A musculação, além de aumentar a densidade do osso, atua também melhorando a força muscular e, consequentemente, diminuindo o risco de fraturas.

 

Em um estudo publicado na renomada revista americana Sports Medicine em 2009, sobre exercícios indicados para o tratamento da osteoporose, afirmaram que:

  1. Os exercícios resistidos atuam no fortalecimento ósseo aumentando sua mineralização por atuar diretamente na matriz colágena;

  2. Os melhores exercícios para tanto, respeitando cada estágio da doença, são os saltos e o treinamento resistido por causarem impacto e/ou compressão articular respectivamente;

  3. Para pessoas idosas, aconselha-se os exercícios resistidos ao invés dos saltos, devido proporcionarem uma maior segurança e menor risco de acidentes.

Antes de praticar qualquer exercício é importante consultar um médico para avaliar a densidade óssea e um profissional de educação física para adaptar os exercícios ao condicionamento físico e idade do paciente.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Destaques

Diminuição rápida de peso em idosos: Cuidado! Pode ser Sarcopenia!

06/11/2019

1/10
Please reload

Recentes
Please reload